1000 dias: uma janela de oportunidades
A campanha atual da Sociedade de Pediatria do RS refere-se à importância dos primeiros 1000 dias, que compreende o período que vai desde a concepção até o segundo ano de vida (gestação -270 dias + 1º ano-365 dias + 2º ano – 363 dias = 1000dias). Qual a importância? Essa é a fase de crescimento físico rápido, os bebês triplicam o peso de nascimento ao final do primeiro ano de vida e crescem em média 2 cm ao mês. O desenvolvimento cognitivo é marcado pela aquisição de 80% da capacidade cognitiva do adulto e a criança aprende cerca de 900 palavras até o final do terceiro ano de vida. É nesse período que ocorre o desenvolvimento da microbiota intestinal, que contribui para a proteção contra infecções e alergias. A nutrição, durante a gestação e nos primeiros meses de vida, é determinante na proteção contra obesidade e doenças crônicas na vida adulta, o que vem sendo denominado: PROGRAMAÇÃO METABÓLICA.
O acompanhamento pré-natal, com avaliação nutricional é indispensável para prevenir complicações maternas e risco de prematuridade. Deficiências de ferro e cálcio contribuem para o aumento da mortalidade materna. Por outro lado, o sobrepeso e a obesidade estão relacionados a um risco maior de parto prematuro além das complicações maternas.
Nos primeiros seis meses de vida, o aleitamento materno tem um papel fundamental na alimentação, nutrindo e prevenindo contra doenças. Comprovadamente, é um fator de proteção contra obesidade. Na sua ausência ou impossibilidade de amamentação, o uso de fórmulas infantis deve ser orientado. O leite de vaca é contraindicado o primeiro ano de vida pelo alto valor proteico, o que está relacionado a um risco maior de obesidade e alergia alimentar.
A partir do sexto mês, a manutenção do aleitamento materno associado a uma alimentação complementar saudável, promoverá o crescimento e desenvolvimento adequado da criança. O consumo de frutas, legumes e água, deve ser incentivado. Mesmo sendo mais práticos, os produtos industrializados nem sempre serão a melhor escolha.
O impacto de uma boa nutrição nos primeiros 1000 dias, é determinante para uma vida adulta saudável e bem sucedida. Teremos crianças 10 vezes mais saudáveis, com uma melhor capacidade cognitiva e de aprendizado, consequentemente, adultos melhor sucedidos, com melhor capacidade produtiva. Isso  contribuirá para que tenhamos famílias mais estruturadas e felizes.
Dra. Juliana Cristina Eloi   –  CRM 024705
Gastroenterologia Pediatrica