A Amazônia e a prevenção do câncer ginecológico
            Alguém já se perguntou como se pode colher exames citopatológicos de colo uterino, o famoso exame de Papanicolau na Amazônia? E essa pergunta tem resposta, leia abaixo.
            A região amazônica é a região do Brasil com menor cobertura do exame citopatológico de colo uterino e também a região brasileira com maior incidência de câncer de colo uterino. É uma região, como se sabe, com áreas extensas  de densa  vegetação ,  populações ribeirinhas pobres e distribuídas de forma rarefeita  pela complexa rede hidrográfica da região. Mas seria  mais triste ainda, se não fossem os agentes de saúde e médicos da região e se o Dr. Papanicolau não tivesse descoberto o  seu exame.
            Em maio de 1883 nasceu na Grécia  o Dr. George Papanicolau, era filho de médico e aplicado nos estudos. Foi  estudar em Munique na Alemanha em 1907. Em 1912 entrou como médico militar na Primeira Guerra Mundial  e após a guerra foi morar nos Estados Unidos, onde seguiu carreira de pesquisador e   “descobriu que se poderia detectar precocemente lesões pré e já cancerosas de colo uterino somente com uma   leve raspagem da região interna no  orifício central do colo uterino, no fundo da vagina-  o tal exame comumente chamado de preventivo , citopatológico ou pré-cânccer”.  Essa amostra se mantém preservada com líquidos fixadores e portanto, se pode  colher o material  e  o encaminhar em pequenas caixinhas, na temperatura ambiente, para laboratórios bem distantes para diagnóstico em centros maiores mesmo  meses depois.
            Até então os diagnósticos de câncer de colo uterino eram possíveis somente com aparelhos grandes, com lentes de aumento  tipo lupa (colposcópio ) e portanto com  acesso restrito  a grandes centros tecnológicos. Na época também  geralmente se diagnosticavam lesões maiores, quando na sua maioria, nem curáveis eram.
           Ainda falta muito para a cobertura da prevenção do câncer de colo uterino ficar satisfatória na Amazônia e nesses outros lugares menos favorecidos, mas devemos enaltecer e homenagear o Dr George Papanicolau por  sua grande descoberta e pelo benefício que já trouxe: o desenvolvimento  do  maravilhoso exame preventivo, pré-câncer e também chamado exame de Papanicolau que deve ser rotina nas mulheres após os 21 anos.
DRA. CARMEM HELENA SNEL – CRM 13284
Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela FEBRASGO
Especialista em Geriatria pela ULBRA
Especialista em Acupuntura Médica pelo Colégio Médico  Brasileiro de Acupuntura