Acupuntura Contemporânea como tratamento para bexiga hiperativa

Bexiga hiperativa é uma síndrome caracterizada por queixas de urgência e aumento da freqüência miccional, com ou sem incontinência urinaria, sem doença local.

Mulheres com mais de 40 anos, mas principalmente após os 75 anos, são as principais acometidas por esse distúrbio vesical e as causas são segundo os conceitos médicos atuais: desequilíbrio na coordenação do sistema nervoso central sobre a bexiga, mucosa e camada muscular vesicais alteradas, além de ativação de pequenos nervos de tipo C. Os nervos do tipo C, na normalidade, não deveriam ser ativados. Na patologia, via medular, esses estímulos anômalos se amplificam, o que pode piorar os sintomas e se tem possibilidade de controle com acupuntura, terapia que, via estimulação de outras fibras nervosas na pele, age a nível medular causando neuromodulação que resulta em bloqueio das fibras C e conseqüentemente alivio da sintomatologia.

Exatamente, então, o tratamento de eleição para a bexiga hiperativa é clinico, englobando orientações comportamento, medicamento e neuromodulação dessas fibras C irritadas através de eletroacupuntura. Essa técnica da moderna da acupuntura, reforça o bloqueio das fibras C, seja pela estimulação da pele perineal, seja pela estimulação da pele das pernas (via nervo tibial posterior). Em grandes centros há marcapassos para o neuromodulação, mas esses é um método caro mais agressivo.

Esta na hora de quebra de paradigmas: acupuntura não é somente uma terapia alternativa, a medicina moderna baseada em dados científicos da neurofisiologia, agregou mais estudos e tecnologias à acupuntura milenar chinesa: temos agora uma acupuntura contemporânea e cientifica que pode ajudar a melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas, como no caso, de pacientes com bexiga hiperativa de uma forma acessível e de mínimo risco.

A integração de conhecimentos em prol da saúde traz novos horizontes muito promissores à medicina, basta ter a mente aberta. Boa semana, a todos leitores.

Dra. Carmem Helena Snel – Crm 13284
(extraído do congresso da SOGESP – agosto de 2012)
Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela FEBRASGO
Especialização em Geriatria pela Ulbra
Especialista pela Associação Médica Brasileira em Acupuntura Médica

FONTE: Publicado no Jornal NH – 10 a 14 de outubro de 2012