Insônia
O sono é uma das funções fisiológicas primordiais para a saúde física e psíquica. Tão importante que já surgiu uma especialidade para tratar seus distúrbios. A Insônia é a sua doença principal, que pode ter múltiplas causas.

Insônia é a dificuldade para dormir (pegar no sono), manter o sono ou ter um sono reparador. Algumas pessoas conseguem pegar no sono com facilidade, mas acordam rapidamente, outras o contrario, custam a pegar no sono (insônia inicial).  Alguns tem dificuldade para iniciar e manter o sono, outros tem o sono recortado por despertares frequentes, acima de 3 numa noite.

A insônia pode ter diferentes causas, que são: má higiene (hábitos errados), doenças clinicas (cardiológicas e respiratórias, outras), Psiquiátricas(depressão, ansiedade, Transtorno bipolar do Humor, outras), dor, álcool, tabagismo, excesso de xantinas (cafeína, chimarrão, chás), cocaína, maconha, tranquilizantes e outras. Determinar sua causa é um passo importante para o tratamento adequado.

 
Esta doença se caracteriza pela seqüência de dias mal dormidos. Não se limita a poucos dias, mas sim a uma seqüência, mas no mínimo 2 semanas. Ao acordar é agitado, inquieto, com mau humor dificuldades para tarefas simples, que envolvam calculo ou raciocínio rápido. Prejuízo nas relações sociais e outras dificuldades.

Muitas vezes é confundida com privação do sono (exemplo de má higiene).  Privação é ato deliberado, opção da pessoa, que opta por invadir o horário do sono com atividades como TV, Internet, Facebook , atividades sociais, outras. Na Insônia se mantêm a rotina de horários, o que não se consegue é ter a sensação de qualidade do sono. Os prejuízos para a saúde são semelhantes.

O tratamento da Insônia começa por investigar a causa, para depois escolher o melhor e mais adequado tratamento. Usar “remédio para dormir “ não trata a causa e muitas vezes leva a dependência, sendo causa da própria doença.

DR. ANDRES  KIELING
PSIQUIATRIA
CREMERS 15169