Para que serve o teste do pezinho?
Com o título acima, matéria de Dra. Ana Cláudia Amaral Vilela – Pediatra, publicada no site bem estar med.
O teste do pezinho, além de outras doenças é o responsável pela detecção precoce de hipotireoidismo congênito, doença que se não tratada até 21 dias de vida traz sérias consequências irreversíveis sendo a  principal delas o retardo mental. Deve ser realizada preferivelmente entre 3o ao 5o dias de vida. Isso garantirá a detecção e tratamento do hipotireoidismo congênito entre 10-15 dias de vida, idade precoce o suficiente para prevenir as alterações cerebrais. Porém um resultado negativo nesta idade não exclui , podem acontecer falsos negativos e, portanto, crianças com sintomas sugestivos devem ser submetidas à avaliação laboratorial para confirmação diagnóstica, independente do resultado do primeiro teste.
 
Os sinais de alerta que devem chamar atenção são:
 
– Icterícia (pele amarelada),
– Constipação,
– Dificuldade de sucção,
– Língua protrusa (língua para fora da boca)
– Hérnia umbilical,
– Pele fria e seca,
– Congestão nasal e coriza,
– Atraso no desenvolvimento e
– Fontanela ampla (moleira grande).
 
         Felizmente, o falso negativo é raro, o que torna o Teste do Pezinho altamente eficaz e de grande importância na prevenção da doença mental e do hipotireoidismo congênito.
 
         Caso haja reconvocação para realização de uma nova coleta, o tratamento deverá ser instituído antes mesmo do resultado.
 
Informe com seu pediatra de confiança.
Dra. Ana Cláudia Amaral Vilela
Pedriatria
CRM/MT 6977
Fonte: bemestarmed