Será que o sol envelhece a minha pele?

A pele reveste todo o nosso corpo e apresenta função importante de proteção e impermeabilização contra as agressões externas. É uma grande “capa de proteção” contra fungos, bactérias, produtos químicos, físicos e mesmo fatores ambientais, como o sol.

A radiação Ultravioleta (UV) faz parte da luz solar que atinge a Terra. Ao atingir nossa pele, os raios UV penetram profundamente e desencadeiam reações imediatas como as queimaduras solares, as fotoalergias (alergias desencadeadas pela luz solar) e o bronzeamento. Devido ao efeito acumulativo da radiação durante a vida, surgem o fotoenvelhecimento cutâneo (envelhecimento causado pelo sol) e as alterações celulares que predispõem ao câncer da pele.

A exposição aos raios ultravioleta faz com que certas células da pele produzam o pigmento melanina, que escurece a tonalidade da pele irradiada. A função desta melanina é nos defender contra a penetração mais profunda da pele pela irradiação. Peles com menor capacidade de produção de melanina (peles mais claras) tem uma menor proteção natural ao sol e, portanto, maior risco de dano solar.

O bronzeado nada mais é que uma defesa natural contra a radiação ultravioleta do sol, onde a pele recebe uma agressão e se protege pigmentando, não existe então o “bronzeado saudável”.
A exposição excessiva aos raios solares pode trazer malefícios à saúde, como envelhecimento precoce, manchas, flacidez, rugas, vasinhos e até câncer de pele. Por isso a proteção solar é tão importante. Aplique filtro solar com fator de proteção adequado para o seu tipo de pele pelo menos 20 minutos antes da exposição e reaplique a cada três horas. Use barreiras físicas como, chapéu, bonés e camisas de tecido escuro ou com filtro UV.

Resumindo o sol envelhece SIM!

E quando começam a surgir os sinais do fotoenvelhecimento, o que devo fazer?

Além dos cosméticos do dia a dia existe uma gama de tratamentos estéticos faciais que nos ajudam a manternos jovem e com a pele mais bonita. Confira abaixo as soluções para cada problema:

Flacidez: Radiofrequência, fios de sustentação, ácido polilático, entre outros.

Manchas: Radiofrequência, Luz pulsada, Laser Fracionado, peelings.

Linhas de expressãosulcos e desidratação: Botox, preenchimento e hidratação profunda com ácido hialurônico.

Lembre-se que o melhor tratamento contra o envelhecimento ainda é a prevenção, então, neste verão abuse do filtro solar e no restante do ano mantenha bons hábitos de vida, não fume e combata o estresse, com isso você estará ajudando a manter a sua pele mais jovem e bonita.

Dra. Gianna Zaffari Frey
Cremers 27648

Fonte: Jornal NH – Caderno Saúde – Segunda-feira, 23 de janeiro de 2017.