Sobre ginecologia – você sabia?
Alguns termos em ginecologia são curiosos e interessantes , usados frequentemente, na maioria das vezes nem conhecemos  sua origem e significado.
1)“Soutien“ – do francês, “ action de soutenir“ – ação de sustentar algo, alguma coisa. Então não é para os “soutiens“ apertarem, as mamas como tem se visto. O objetivo é só sustentar, manter na posição, não apertar com excessivo volume interno com objetivo estético. O objetivo estético pode ser buscado desde que só suportando e não apertando, o que causa dificuldade circulatória e aumenta  dor.
2 ) “Mittelschmerz“ – do alemão “dor do meio“ é caracterizada por uma dor pélvica que ocorre no meio do ciclo menstrual na ocasião da ovulação. Pacientes que tomam pílulas anticoncepcionais não têm ovulação e não terão essa dor, mas pacientes que não tomam pílulas podem ter este sintoma. É uma dor que geralmente é autolimitada.
3) “Spotting“ do inglês “spot“ – mancha, manchando. Significa uma manchinha de sangue na roupa íntima. Pode ocorrer no uso de pílula anticoncepcional, quando é esquecida, ou com dose baixa do anticoncepcional . Também pode ocorrer em doenças ginecológicas orgânicas exigindo,  portanto investigação.
4) “Molime“ menstrual – do latin “molimen“ em fisiologia significa o conjunto de “esforços“ para a realização de uma ação. O molime menstrual é o conjunto de sintomas que uma paciente apresenta denotando que apresentou ovulação: inclui-se aí o muco vaginal transparente, filante, dolorimento pélvico (a “mittelschmerz“) e podendo ter elevação de temperatura basal, se essa for observada pela paciente com ciclos regulares. Isto, evidentemente, para pacientes que não usam métodos anticoncepcionais hormonais, pois esses últimos bloqueiam a ovulação e seus sintomas.
Dra. Carmem Helena Snel 
CRM  13284/RS
Especialista em Ginecologia pela FEBRASGO
Especialista em Acupuntura Médica pelo Colégio Brasileiro de Acupuntura/ AMB
Especialização em Geriatria pela Ulbra