A crise da modernidade

A crise da modernidade

Uma sensação de sufocamento, subitamente o ar parece faltar, o coração palpita e acelera descontrolado… Logo, um aperto no peito e as mãos suando frio… Quem nunca ouviu falar em crise de pânico? Esta é a pauta do dia… A bola da vez… Uma doença diagnosticada há vários anos, décadas, medicamente muito conhecida, mas paradoxalmente muito pouco analisada. Muitos chegam ao nosso consultório, ansiosas para encontrar um nome que abarque aquilo que sentem, uma palavra que encerre a dor, a angústia e, às vezes, a culpa ou as dúvidas que as afligem. Isso, porém, nem sempre é fácil, e de pouco adianta se o paciente não puder compreender o que […]

Dá para prevenir o Alzheimer?

Dá para prevenir o Alzheimer?

Na medida que a expectativa de vida aumenta e temos grandes populações que avançam os 80 anos, esta doença aumenta consideravelmente. A grande questão é como detecta-la precocemente, pois quando instalada, pouco se pode fazer, a não ser retardar sua evolução. O tema foi apresentado pelo cientista brasileiro Dr. André Palmini, no evento organizado pelo IMNH, em Novo Hamburgo. Sabemos que 10 a 15 anos antes da doença se manifestar, ela  pode  dar sinais, que chamamos bioindicadores e também alterações no funcionamento do cérebro, com alterações cognitivas (compreensão e tomada de decisões erradas) e problemas de memória. Hoje o esforço da ciência é começar a tratar o Alzheimer, antes que […]

Operar ou não operar?

Operar ou não operar?

O nosso artigo de hoje é bem interessante, informativo e poderá levar muitas mulheres a refletirem sobre seus problemas ginecológicos. No consultório ginecológico muitas vezes aparecem  pacientes com sangramentos menstruais abundantes, ou com exames citopatológicos (Papanicolau) com alterações moderadas e/ou com ecografias mostrando miomas e/ou outras anormalidades. Muitas dessas pacientes chegam ansiosas, querendo pressa na resolução dos seus problemas, chegam já dizendo “Doutora, tira tudo!” No entanto, com a medicina moderna, temos muitas possibilidades de resolução de problemas benignos de forma mais conservadora. Para alterações no citopatológico há protocolos internacionais e do Instituto Nacional do Câncer norteando as condutas: se observação e controle ou cirurgias via vaginal (cone ou LEEP). […]

A adolescência e o risco nutricional

A adolescência e o risco nutricional

Cada vez mais se sabe que ter uma dieta variada e balanceada é importante, mas poucas são as pessoas que põem tal conhecimento em prática. Na infância os pais controlam mais os tipos de alimentos que os filhos consomem. Na adolescência parece haver uma espécie de abandono de tal cuidado. E justamente nessa fase haverá o estirão puberal, com aumento na demanda de proteínas, vitaminas e nutrientes variados. Os hábitos alimentares adquiridos nessa fase serão levados para o resto da vida e temos o compromisso  de orientá-los para que possam evitar doenças futuras como obesidade, hipertensão,diabetes, entre outras. Talvez por falta de tempo, preguiça ou comodismo são poucas as famílias […]

Câncer de mama

Câncer de mama

Os questionamentos sobre quais medidas poderiam diminuir o risco de câncer de mama são frequentes. As respostas baseiam-se em alguns cuidados para melhorar a qualidade de vida. Sabe-se que a obesidade é considerada um fator de risco para câncer de mama na pós-menopausa. Acredita-se que seja devido ao aumento das taxas de hormônios femininos (estrogênio), que ocorre pela transformação do hormônio produzido na suprarrenal (androstenidiona) em estrona (hormônio feminino) no tecido adiposo. Quanto mais obesa, mais formação de estrona, e maior o risco de câncer de mama. Numa pesquisa realizada com 337.000 mulheres, as obesas (IMC > 28Kg/m2) tiveram 26% mais tumores mamários. Outro estudo observou que o ganho de […]